Hotéis na Itália

15 Curiosidades sobre a Sardenha

15 Curiosidades sobre a Sardenha

A Sardenha, uma das 20 regiões da Itália, é conhecida no mundo inteiro por suas maravilhosas praias de águas cristalinas. No entanto, a região tem muito mais a oferecer.

Dessa forma, vamos conhecer um pouco mais sobre esta belíssima ilha que povoa os sonhos de muitos viajantes?

 

1) A Sardenha é a 3ª maior região da Itália

A Sardenha é a 2ª maior ilha do Mediterrâneo e a 3ª maior região da Itália, ficando atrás apenas da Sicília e do Piemonte.

Sua capital é Cagliari, que tem cerca de 150 mil habitantes. Além disso, região se divide em 4 províncias (Sud Sardegna, Oristano, Nuoro e Sassari) e 1 cidade metropolitana, que é Cagliari.

 

2) Já se chamou Ichnusa

Muitos séculos atrás, por volta de 1500a.C. a atual Sardenha se chamava Ichnusa. Acredita-se que Ichnusa seja uma combinação da palavra ‘nusa’ (que significa ilha) com ‘Hyksos’, uma tribo que invadiu a Sardenha.

Por outro lado, a origem de seu nome moderno (em italiano, Sardegna) é incerta. Segundo alguns, o nome derivaria do grego “Sardò”, nome de uma mulher lendária que aparece no Timeu, de Platão, e cujo nome se origina da cidade de Sàrdeis, capital da Lídia, na atual Turquia.

Outra possível origem do nome pode ser encontrada nos escritos de Salusto que conta a história de um filho de Hércules, “Sardus”, que foi da Líbia para a Sardenha para povoá-la com um grupo de colonos. Assim teria sido elea mudar de Ichnusa para Sardenha.

De todo modo, o que é certo é que o topônimo Sardenha já existia na época dos mercadores fenícios, muito antes da dominação romana.

 

3) A Sardenha tem mais de 200 praias

A Sardenha e suas praias

Com 1.850 km de litoral, praticamente quase 1/4 da extensão total do litoral italiano, você pode esperar encontrar muitas praias na Sardenha.

Na verdade, grande parte da costa da Sardenha é montanhosa, com formações rochosas altas e íngremes. Por outro lado, há mais de 200 praias na ilha, incluindo um bom número de praias incríveis e de areia branquinha.

 

4) Seus habitantes vivem muito

A ilha tem uma expectativa de vida acima da média de 81 anos, e tem a maior taxa de centenários do mundo. Antonio Todde, que morava em uma vila no centro da Sardenha, foi o primeiro homem no mundo a viver até 110 anos.

Além disso, segundo dados de 2020, a Sardenha tem a maior taxa de centenários do mundo, junto com a ilha de Okinawa no Japão. De fato, são 22 centenários por 100.000 habitantes.

 

5) Tem o metro quadrado mais caro da Europa

Já garantiu a vaguinha para o seu iate?

 

A Costa Esmeralda está localizada na parte nordeste da Sardenha. Este pedaço de costa é o local mais caro de toda a Europa, onde os preços das casas são em média 300.000 € por metro quadrado. Em comparação, um apartamento na Champs-Elysées em Paris custa “apenas” 30.000 € por metro quadrado, 10 vezes menos.

 

6) Um licor tradicional

A murta é uma planta que cresce em grandes quantidades na ilha. Os habitantes locais usavam principalmente a murta para fazer um licor, conhecido como mirto.

De fato, o licor Mirto é uma bebida tradicional da Sardenha, podendo ser encontrada em 2 variedades: mirto rosso, feito com os frutos pretos e mirto bianco, feito com os frutos brancos.

 

7) Um queijo que não é para os fracos

Queijo e a Sardenha

O Casu Marzu é um queijo feito com leite de ovelha, tradicional da Sardenha. A peculiaridade deste queijo é que inicialmente ele é um queijo normal (pecorino). Só que depois ele é aberto e deixado ao ar livre por algumas semanas para atrair as moscas. As moscas colocam seus ovos no queijo, e depois de um tempo os vermes eclodem e começam a comer o queijo.

Desse modo, come-se o queijo com as larvas vivas dentro. Certamente é algo inconcebível para a maior parte das pessoas, mas na verdade é uma iguaria muito procurada na Sardenha, embora sua venda seja proibida pela União Europeia. Por isso, é necessário comprá-lo no mercado negro! Ah, e também é considerado um forte afrodisíaco. Só para você saber.

 

8) Há ovelhas, muitas delas…

Na Sardenha existem cerca de 1,6 milhões de pessoas e cerca de 2,7 milhões de ovelhas. Isto é, são quase 2 ovelhas para cada habitante!

 

9) Sardinhas

As sardinhas, uma denominação comum a diversas espécies de peixes pequenos, têm esse nome graças a Sardenha. O nome deriva do latim sardina, ou seja, “da Sardenha”.  O motivo é que antigamente havia sardinhas em abundância no mar da Sardenha!

No entanto, hoje em dia, a ilha não é particularmente famosa pela sardinha, e muito menos o peixinho é utilizado na comida tradicional.

 

10) Uma ilha de burros albinos

A Sardenha
Burrinhos na ilha de Asinara

 

Também conhecida como “Alcatraz da Sardenha” devido à sua antiga prisão se segurança máxima, a ilha Asinara fica na costa norte da Sardenha. O nome que deriva de Asino, isto é, asno, é povoada por cerca de 120 burrinhos albinos.

Estes animais fofos só podem ser encontrados nesta parte da Sardenha, e suas origens são incertas. Alguns acreditam que foram importados do Egito, enquanto outros argumentam que eles estavam em um navio que viajava para a França e afundou. Os animais conseguiram sobreviver e chegar à ilha nadando.

 

11) A Sardenha e Buenos Aires

A Sardenha
Basílica Nostra Signora Bonaria, em Cagliari

 

Você sabia que foi uma colina na Sardenha a dar nome à capital da Argentina? Sim, isso mesmo.

O nome Buenos Aires vem de uma colina próxima a Cagliari. A colina se chamava Bonaria, que significa “Bom Ar”, porque lá não dava para sentir o fedor da cidade. Ali foi construída uma abadia, em louvor da Virgem Maria.

Posteriormente, quando Pedro de Mendoza fundou Buenos Aires, escolheu o nome de Santa María del Buen Aire, em referência à Virgem de Bonaria na Sardenha.

 

12) A dama da Boa Morte

Foto: WikiCommons

 

Um personagem muito curioso do folclore da Sardenha é a “Sa femina accabadora”. Ela era uma mulher que tinha o dever de pôr fim ao sofrimento dos doentes terminais, independentemente da idade ou condição. Enfim, praticar a eutanásia.

A família do moribundo contatava a Accabadora e ela chegava com um porrete, para matar o doente rapidamente e sem dor. Seus serviços eram gratuitos porque o pagamento da eutanásia era contrário às crenças religiosas e superstições.

 

13) Um lugar onde se fala catalão

A bandeira de Alghero é uma mistura da bandeira ca Catalunha com a da Sardenha!

 

A Sardenha foi uma encruzilhada de populações e cada uma delas deixou uma marca indelével na evolução sociolinguística da ilha. Mas talvez nem todos saibam que em uma parte da Sardenha se fala catalão!

A bela cidade de Alghero foi colônia catalã por muito tempo. De fato, ainda hoje, os nomes das ruas, a língua, bem como a gastronomia estão impregnados de fortes referências às tradições catalãs e espanholas.

 

14) Uma civilização pré-histórica

A Sardenha e os nuraghi

A Sardenha tem uma história muito rica e origens muito antigas. Antigas mesmo. Testemunhas disso são algumas construções pré-históricas existentes na ilha. São os Nuraghi, torres de pedra construídas há cerca de 3000 anos pela civilização nurágica.

Enfim, estima-se que haja mais de 7000 Nuraghi na ilha. O mais famoso é o Nuraghe de Barumini, que inclusive é um Patrimônio Mundial da Humanidade.

 

15) A Sadenha seria Atlântida?

Você sabia que a Sardenha é considerada por muitos como a Cidade Perdida de Atlântida?

Embora ninguém até hoje saiba realmente o que aconteceu com Atlântida, a rica cidade descrita por Platão, algumas hipóteses recentes mostram que a ilha da Sardenha pode ser a cidade perdida. Os pesquisadores chegaram a essa conclusão por meio do exame cuidadoso de textos antigos de Aristóteles e Heródoto, bem como o estudo da história antiga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Conteúdo protegido!!