Hotéis na Itália

10 Curiosidades sobre Trieste

10 Curiosidades sobre Trieste

Vamos conhecer algumas curiosidades sobre Trieste, uma das principais cidades do norte da Itália? Ela é uma belíssima cidade, ainda pouco explorada pelo turismo de massa, portanto pode ser uma grande descoberta. Certamente é uma meta a ser colocada em seu roteiro pela região do Friuli e por quem quer fazer uma rota Itália & Eslovênia.

Enfim, aqui vai uma lista informações e curiosidades sobre Trieste. Algumas podem soar como lendas urbanas, mas podem ser úteis para animar a conversa antes ou depois da sua próxima viagem!

 

É a capital do Friuli

A cidade de Trieste é a capital da região autônoma de Friuli-Venezia-Giulia, no nordeste da Itália. Ela é também a capital da província de Trieste e fica a cerca de 150km da fronteira com a Eslovênia.

Com pouco mais de 200 mil habitantes, ela é a cidade mais populosa do Friuli, bem como a maior em extensão. Trieste é uma cidade litorânea, localizada em uma estreita faixa de terra.

 

Seu porto é um dos maiores da Itália

O porto de Trieste é o porto da Itália com maior tráfego de mercadorias. Ele é o único do Mar Adriático com profundidades naturais de 18m que garantem a circulação de navios transoceânicos e é eficientemente conectado à rede ferroviária e rodoviária europeia.

Além disso, o porto de Trieste está localizado no cruzamento de dois dos principais corredores logísticos: o que liga o Mar Báltico ao Adriático e o corredor Mediterrâneo. Possui, portanto, características funcionais e privilegiadas para conectividade internacional, operando sobretudo entre a Turquia e a Europa.

 

 

Trieste é uma cidade literária

Curiosidades sobre Trieste
Caffè San Marco, un café histórico de Trieste muito frequentado por Italo Svevo, James Joyce, Umberto Saba, entre outros.

 

Ao falar de Trieste, é inevitável pensar também nos autores famosos que estão ligados a ela. Só para citar alguns, temos Italo Svevo (por exemplo, o romance A Consciência de Zeno é todo ambientado em Trieste), Umberto Saba e James Joyce.

Em suma, Triste é um paraíso para os amantes do turismo literário. Mas o que muitos não sabem, porém, é que o número de autores que escreveram sobre o assunto (mesmo que poucas linhas) é muito alto e nem todos estão intimamente ligados à cidade. São Eugenio Montale, Júlio Verne, Scipio Slataper, Claudio Magris, Angelo Ara, Mauro Covacich, Ivo Andrič, e muitos outros.

 

Curiosidades sobre Trieste: É muito austríaca

Curiosidades sobre Trieste
Palazzo del Municipio, construído em 1868 e sua arquitetura de inspiração austro-húngara.

 

Até 1918, Trieste era um típico porto imperial autro-húngaro cosmopolita. Imaginem que era terceira cidade austríaca depois de Viena e Praga!

Assim, é possível notar tudo isso em seu centro histórico, que ostenta edifícios barrocos que nos transportam diretamente para a Viena imperial. De fato, a maior parte dos palácios foram construídos entre os séculos XVIII e XIX, quando a cidade pertencia ao Império Austro-Húngaro.

 

Não se fala só italiano

Trieste, bem na fronteira da Itália com a Eslovênia, mudou de mãos várias vezes em seus 2.000 anos de história. Foi um porto austríaco dos Habsburgos, o local de uma ocupação napoleônica e, até mesmo uma cidade-estado independente, mesmo que por pouco tempo.

Por consequência, tanto o esloveno quanto o italiano são amplamente falados. Além disso, em algumas cidadezinhas fora de Trieste, você pode encontrar falantes nativos de esloveno. E não podemos deixar de fora o dialetro triestino, que é praticamente uma língua à parte.

Clique AQUI para conhecer mais sobre os dialetos da Itália.

 

Curiosidades sobre Trieste: O Vento forte

Curiosidades sobre Trieste

Se você visitar Trieste quando o vento estiver soprando forte, é provável que encontre pessoas se agarrando às laterais dos prédios, tentando desesperadamente ficar de pé. Quando sopra o vento Bora, ele “chega chegando”. De fato, as casas em Trieste e nas cidades vizinhas costumam ter pedras nos telhados para evitar que as telhas voem. Além disso, a prefeitura coloca correntes ou cordas nas ruas para servir de corrimão durante as tempestades de vento.

 

Lugar de origem dos confetes

curiosidades sobre Trieste

Uma das curiosidades sobre Trieste é que ela é a cidade onde nasceram os confetes, aqueles de Carnaval!

Eles foram inventados em 1876 pelo jovem Ettore Fenderl que posteriormente entrou para a história como um engenheiro ligado à física nuclear.

Aos 14 anos, no carnaval, o desfile passava na frente da sua casa. No entanto ele era pobre demais para comprar os confetes em uso na época ou seja, pétalas de rosa. Assim, ele resolveu recortar pedacinhos de papel para jogar pela janela e festejar.

Muitos seguiram seu exemplo e hoje não há carnaval sem confetes de papel!

 

Curiosidades sobre Trieste: a Dama Branca

Trieste

Há uma lenda fascinante (com diferentes variações) ligada ao Castelo de Duino, e que fala de uma nobre delicada, esposa de um castelão ciumento e cruel. O homem, para garantir que ninguém pudesse admirar a beleza de sua amada enquanto estava longe de casa, costumava trancá-la em uma torre do castelo.

Até que um dia, cego de ciúme, ele a jogou da torre, em direção ao mar. Diz-se que o Céu, sentindo profunda tristeza pela mulher, transformou-a em pedra branca antes que ela pudesse tocar o mar. Ainda hoje, o fantasma da mulher, chamado de Dama Branca, vagaria pelos quartos do castelo em busca de paz.

 

A lenda do Castelo de Miramare

Trieste

Existe ainda outra lenda ligada ao outro castelo de Trieste. Desta vez, trata-se do Castelo de Miramare.

Segundo a lenda, quem passa uma noite lá termina por morrer em modo violento em uma terra estrangeira. Talvez a maldição esteja ligada à esfinge egípcia que espera no cais do porto do Castelo, a volta daquele que a arrancou da Terra dos Faraós para a conduzir àquele canto remoto do Adriático.

De qualquer forma, parece que ao longo da história a maldição se tornou realidade. Por exemplo, o duque Amedeo d’Aosta, que lá se hospedou, morreu prisioneiro dos ingleses. O general alemão Friedrich Rainer, que morou lá durante a II Guerra Mundial, foi baleado pelos guerrilheiros. O arquiduque Francisco Fernando da Áustria-Hungria, que passava temporadas np castelo, foi morto em Sarajevo no ataque que deu início à 1ª Guerra Mundial.

 

Pizza e espaguete não são tão populares assim

Prato típico de Trieste

Para os visitantes que esperam comida tradicional italiana, o cardápio fortemente centro-europeu de Trieste pode ser um pouco decepcionante. Embora seja possível encontrar pizzas e um bom prato de espaguete com molho de tomate, eles são bem menos populares do que as especialidades regionais. Por exemplo, alguns dos pratos típicos de Trieste são as sardinhas salteadas, purê de bacalhau com torradas, além de pratos à base de carne e queijos locais.

Experimente o jota (“sopa” em esloveno) com carne de porco cozida em fogo lento, feijão e chucrute. De qualquer forma, em caso de dúvida, basta pedir um prato de antipasto de frutos do mar! Em uma cidade litorânea, é quase sempre uma garantia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Conteúdo protegido!!